Taxas e despesas que acompanham o valor da compra de um imóvel em Cuiabá

Por Redator - Edson Vigueira 22/06/2020 - 12:52 hs
Foto: Pixabay

 

  Se você está a procura de imóveis a venda em Cuiabá, é fundamental antes de comprar o imóvel saber quais taxas serão cobradas, para não levar um susto na hora de fechar o negócio.

  Entre os valores cobrados estão os impostos, as certidões e os custos com a escritura. Porém, muitas pessoas não têm conhecimento dessas taxas. E trata-se de valores que precisam ser levados em consideração na hora da compra de um imóvel.

  É comum que as pessoas não terem a mínima ideia dessas taxas cobradas quando estão comprando o seu primeiro imóvel.

  O primeiro valor a ser levado em consideração é o do imposto de transmissão de bens Imóveis. Trata-se de um imposto cobrado pela prefeitura da cidade e, o valor é cerca de dois por cento do preço do imóvel. É importante frisar que cada município é administrado por uma lei, e pode haver uma variação nessa porcentagem.

  Sem o pagamento desse imposto, o imóvel não poderá ser transferido para o seu nome. Em alguns estados esse valor pode ser parcelado.

  Outra taxa é a da escritura pública, que é realizada em cartório, mas apenas para quem adquire o imóvel à vista. Este documento comprova a origem do imóvel e quem tem o direito sobre ele. Caso tenha feito um financiamento, a escritura definitiva sai após ter pago todo o financiamento.

  Quando se compra um imóvel é necessário registrá-lo em cartório. Esse registro comprova quem é o dono legal daquela propriedade. O valor pode variar de estado para estado ele também considera o valor do imóvel.

  Caso tenha comprado um imóvel financiado e depois de um tempo decide vendê-lo antes de ter pago todo o financiamento. Neste caso será necessário pagar a taxa de cessão de contrato para compra de um imóvel. Porém fique atento, pois algumas empresas podem cobrar cinco por cento do valor do imóvel para repassar o financiamento para outro comprador. Porém, essa cobrança é ilegal, caso cobrem busque seus direitos.

  A taxa de interveniência é paga quando o comprador ao receber as chaves do imóvel, decide transferir o financiamento para outro banco. Neste caso, algumas empresas cobram uma taxa de dois por cento pelo serviço.

  Quando você compra um imóvel de maneira financiada e ainda na planta, a construtora costuma cobrar uma taxa para quitar os custos com o material. O valor também é de cerca de dois por cento sobre o valor do imóvel.

  O custo efetivo total é cobrado em financiamentos de imóveis, trata-se de uma taxa de todos os encargos e despesas. Todas essas taxas citadas acima são referentes as que o comprador deve pagar. E Vale ressaltar também que pode ser necessário a solicitação de outros documentos.

  É importante destacar que todos os imóveis possuem essas taxas, então caso vá pesquisar apartamentos à venda em Cuiabá, lembre-se de incluir as taxas nas despesas.

  Essas taxas cotadas têm relação com a parte legal, mas há outros gastos, como por exemplo, a mudança e as possíveis reformas. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de comprar um imóvel. É fundamental registrar todos os custos, antes mesmo de concluir o negócio.

  Muitas pessoas estourem o orçamento e acabam se endividando devido a todas essas despesas que não estavam colocando no papel.

  O ideal é solicitar a ajuda de um advogado que seja especializado em Direito Imobiliário, assim você poderá ter uma garantia que tudo correto e dentro da legalidade.

  Existem também as taxas que pertencem ao vendedor. É comum pensar que somente o comprador deve pagar taxas, mas o vendedor também terá que pagar.

  Caso você coloque o seu imóvel em uma imobiliária, e ela seja vendida ela terá que pagar a taxa de corretagem, trata-se de uma comissão para o vendedor. O valor varia de estado para estado, mas normalmente o valor é de cerca de cinco por cento do valor de venda do imóvel.

  O vendedor deverá declarar à Receita Federal qual foi o ganho que teve com a transação.

  O ideal é acessar o site da Receita, pois há casos que existe a isenção do imposto.

  De modo geral, o imóvel financiado acaba saindo mais caro. Mas, lembre-se mesmo se o for à vista há taxas obrigatórias. Outro ponto que deve ser levado em consideração são taxas de condomínio. Uma casa em condomínio fechado em Cuiabá terá suas taxas e cada lugar possui valores diferentes, sempre pergunte antes de finalizar a compra.

  O recomendado é realizar uma boa pesquisa e sempre ter apoio de um especialista antes de fechar um negócio. Pois, desta forma você terá mais segurança e não pagará taxas abusivas ou ilegais, evitando dores de cabeça. Realize uma boa pesquisa antes de encerrar o negócio. Faça os cálculos considerando todas as taxas e despesas para não se endividar e ficar no vermelho.

  Gostou deste artigo? compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam todas as taxas e despesas que acompanham o valor da compra de um imóvel!