JBS suspende atividades nas unidades de Juína e Alta Floresta

Por reprodução 17/03/2020 - 17:18 hs

  As férias coletivas que o JBS (JBSS3) está dando às unidades de Alta Floresta e Juína, deixando de comprar bois até 13 de abril, estão associadas ao cenário complicado das exportações, sem a contrapartida do mercado interno. Só a planta de Colider a maior processadora de carne do mundo manterá em funcionamento no norte do Mato Grosso.

  Pelo menos isso é o que o grupo informou aos produtores da região.

  De acordo com Valmir Coco, presidente do Sindicato Rural de Alta Floresta, um dos gargalos é, inclusive, a falta de contêineres.

  Como acontece em vários setores, entre os quais o de café, os contêineres não “estão voltando”, diz Coco.

  A situação já era complicada com a China paralisada, para onde vai a maior parte das cargas e voltam os contêineres. Agora, com vários portos mundiais parando com o fechamento de fronteiras e quarentenas compulsórias, caso da Europa, o complicador é maior.

  O JBS em Alta Floresta estava abatendo em torno de 600 animais diários, já bem abaixo de sua capacidade.

O de Colider tem um pouco mais de fôlego.